Férias em modo slow

Com o calor a apertar já só temos vontade de ir de férias e depois de tanto tempo fechados dentro de quatro paredes, é mesmo o que apetece.


Hoje vamos falar sobre como fazer férias em modo slow, não só porque sou super adepta , mas também porque nestes tempos muitas das dicas são óptimas para nos mantermos saudáveis, seguros e afastados da confusão ;) Ora, vamos começar...


1) FÉRIAS CÁ DENTRO Vamos começar com um cliché, mas que (não fosse a quarentena) podia passar despercebido. O nosso país tem lugares lindos, muitos deles ainda por descobrir e longe das montanhas de turistas (que podem dar uma valente dose de stress a qualquer veraneante).

Em modo slow costumamos escolher destinos mais naturais ou povoações mais sossegadas. Não só evitamos aglomerações de pessoas, mas também temos a oportunidade de descobrir o caminho menos percorrido e estar mais perto da natureza (com um ritmo mais chill por consequência).

Para além disso ainda ajudamos a dinamizar a economia nacional e apoiamos negócios de vizinhos e compatriotas.


2) FORA DE ÉPOCA Sempre que possível, gostamos de fazer férias fora da época alta. Quase toda a gente escolhe Agosto como O mês das férias, mas em Junho e em Setembro o tempo está óptimo e há muito menos gente nos destinos de verão.


3) VELOCIDADE

No ponto 1) falámos brevemente sobre sítios que nos ajudam a andar a um passo mais calmo, mas também é possível fazer férias com calma numa grande metrópole.

Tudo depende do teu mindset e dos teus planos.

Uma forma de planear slow agenda apenas 1 actividade principal por dia (regra geral) .

Por exemplo, visitar o Museu do Louvre. Isto quer dizer que vamos ter tempo para desfrutar do museu com calma e ainda deixamos tempo livre para vaguear pela cidade ou comer um croissant numa esplanada e apreciar a vida parisiense sem pressas.

A hipótese acima funciona muito bem para férias em que vamos fazer turismo. Por outro lado, podemos sempre optar por não ter planos nem horários caso o objectivo das nossas férias seja pura e simplesmente descansar e apanhar sol.

Estes exemplos contrastam com aquelas férias em que num dia damos a volta toda a Roma e visitamos 300 monumentos a uma velocidade tão grande que basicamente só fizemos check na lista de coisas para ver (mas não as aproveitámos de forma plena).


4) SIMPLIFICAR

Sim, férias devem ser o antónimo de stress e tarefas, por isso, para além de simplificar a agenda, também aconselho que tentes simplificar noutras coisas.

Por exemplo, escolhe refeições simples de preparar, compra comida já feita ou podes mesmo optar por comer fora. Simplifica também a mala de viagem e a mala da praia... A ideia é mesmo eliminar o que pode ser um "suga energia" (mesmo que seja só mental) e ter dias simples e tranquilos.



5) MENOS TECNOLOGIAS

As "novas tecnologias" têm muita coisa boa, mas também é verdade que nos estão sempre a bombardear com informação e a pedir a nossa atenção incessantemente.

Não precisas de abandonar o telemóvel durante as férias, mas vais sentir-te muito melhor se desligares as notificações e privilegiares actividades longe dos ecrãs.

De certeza que te vais sentir muito mais fresca no final do dia ;)


6) APRECIAR A VIAGEM

Imagina o cenário seguinte: Vais passar 15 dias ao Algarve, já percorreste aquela autoestrada 3 milhões de vezes e com o calor abrasador dos últimos dias só queres teletransportar-te directamente para o hotel.

Mas o teletransporte ainda é só uma coisa dos filmes SyFy por isso o melhor é tentar tornar a viagem mais interessante.

Podes criar uma playlist animada para cantarolar pelo caminho, podes escolher ir pela estrada nacional e conhecer as vilas e aldeias do sul ou simplesmente olhar para a paisagem da autoestrada com novos olhos. A ideia é aproveitar o processo, como sendo um fim em si mesmo e desfrutar.


7) SEM PLANOS, SÓ RELAX

Este é o ponto mais minúsculo de todo o post, mas acho que é bastante importante.

Não te preocupes se não tiveres coisas super interessantes para fazer todos os dias das férias. O teu instagram pode "sofrer" um bocadinho com menos 1 post ou dois, mas vais sentir-te mais descansado. Quando tiveres um dia muito cheio ou tiveres algum plano mais cansativo, tira um tempo a seguir para recarregar baterias e descansar.

Nem todos os dias têm de ser preenchidos com aventuras e programas para serem bons dias de férias. Na verdade, muitas vezes os melhores dias são aqueles em que não temos nada planeado e passamos a tarde à beira da piscina.


Quando começámos a planear a nossa viagem a Marrocos no ano passado, muitos amigos sugeriram que fizéssemos um itinerário de visita a várias cidades e muitos ficaram espantados por querermos passar os 10 dias apenas em Marraquexe. Nós, por outro lado, achámos que andar a saltitar durante os 10 dias seria cansativo e não nos ia dar a oportunidade de conhecer o sítio onde estávamos como deve ser. Não existe nenhuma regra que diz quanto tempo é suposto gastares numa coisa para viveres de forma slow, mas quando o itinerário te deixa acelerado, talvez seja boa ideia repensá-lo.

Foi o que fizemos... Seguimos várias sugestões, mas mantivemos os planos super simples e um horário relaxado e sinto que conseguimos mesmo aproveitar a cidade e recarregar as baterias.


Já fazes algumas destas coisas durante as tuas férias? Sentes que precisas de mudar o teu mindset ou já és um mestre do slow living?

Conta-nos nos comentários e já agora, todas as sugestões para aproveitar o verão são muito bem-vindas ;)