Viver com calma no meio do furacão

Hoje gostava de conversar sobre quando as coisas não correm bem... Sim, porque é muito bonito pensar em slow living como vemos no pinterest, mas a vida não são só borboletas e no mundo real nem todos os dias são bonitos!

Quando passaste a noite em branco, seja porque a tua cabeça está num reboliço ou o teu corpo não está bem... Quando a vida parece estar a desmoronar e os problemas se empilham uns em cima dos outros...


É nestas alturas que precisamos mais de "viver com calma" ou aplicar o slow living e deixa-me dizer-te porquê:

Porque quando ficaste acordada noite dentro até às tantas da madrugada, é natural que no dia seguinte estejas cansada, não sejas tão produtiva, estejas mais sentimental, etc.

E o mesmo se pode (e deve) dizer daquela fase em que não sabemos o que queremos, qual é o nosso propósito, o que devemos fazer a seguir (dure ela quanto tempo durar). Sem silêncio, sem parar para respirar, acalmar o coração e pensar, o rebuliço não vai parar.

É quando as coisas não correm bem, quando o corpo pede descanso ou a cabeça anda a 1000 à hora que precisamos mais de aplicar amor e misericórdia na nossa vida.


Há dias assim e viver slow é perceber que os ritmos não são sempre iguais e que quando respeitamos os tempos diferentes fazemos uma música bem mais interessante 😉